Acerca de mim

A minha foto
Mas quem sou eu mesmo? Nem eu sei se calhar. Em busca, permanentemente em busca!

quarta-feira, agosto 30

Outras janelas, outros ângulos...

De uma janela, não aquela de toda a hora o olhar expande-se, a aldeia ao fundo.





Faz-se noite de mansinho. Estou. Abandono-me em silêncio, reencontro.





sábado, junho 10

Cansado, o dia foi intenso!
Contorno a quina da casa em último acto do dia, sou surpreendido!
Uma força energia em colorida luz emana do indigo firmamento...
Desligo, em silêncio absorvo.
Parece-me que não estou tão cansado!
Tenham uma boa noite, de preferência atentos de uma forma não virtual.

______________________________________________